pt
Newsletter
glossario

saber mais

Introdução

O ensino da leitura nos primeiros anos de escolaridade constitui indubitavelmente um dos principais desafios dos professores, exigindo conhecimentos sobre desenvolvimento da linguagem, literacia e, não menos importante, métodos de instrução eficazes. No entanto, a tarefa torna-se ainda mais exigente quando deparam com alunos com dificuldades de aprendizagem inicial da leitura. Porquê? A resposta a esta questão é muito simples. Quando os professores têm alunos com competências de leitura abaixo do esperado, precisam obrigatoriamente de um conhecimento ainda mais detalhado acerca da aprendizagem da leitura e de estratégias de intervenção eficazes. Porém, a investigação indica que, desde lacunas na formação inicial à falta de oportunidades ou a barreiras à formação contínua, os professores nem sempre têm oportunidade para adquirir o conhecimento necessário.

Formação de professores para o ensino inicial da leitura: conhecimentos e práticas fundamentais

É possível adquirir-se o conhecimento necessário para uma intervenção eficaz nas dificuldades de leitura a partir de formações cuidadosamente desenvolvidas. Estas, além de apoiarem os professores na aquisição de conhecimento pormenorizado dos conteúdos a ensinar, devem contemplar estratégias que lhes permitam treinar e aplicar esse conhecimento. Neste sentido, Lane et al. (2023) identificam os conteúdos fundamentais para um programa de formação de professores, assim como algumas práticas de intervenção a partir das quais os professores podem apoiar os alunos nas diferentes fases de aprendizagem da leitura de palavras.

Explore os conteúdos e práticas de intervenção em maior detalhe, aqui.

Principais ideias a reter

O ensino da leitura constitui um importante desafio, exigindo aos professores conhecimentos sobre a) desenvolvimento da linguagem, b) aquisição da literacia e c) métodos de ensino eficazes.

De acordo com a investigação disponível, o conhecimento necessário para uma intervenção eficaz nas dificuldades de leitura pode adquirir-se a partir de formações cuidadosamente desenvolvidas, que, além de apoiarem os professores quanto aos conhecimentos e competências necessárias, devem oferecer-lhes uma estrutura que os apoie no planeamento das aulas. Esta estrutura será abordada no próximo texto de apoio, intitulado «“Tenho alunos com dificuldades de leitura. E agora?” Estruturação de uma aula de apoio à aprendizagem da leitura».

Referência bibliográfica

Lane, H. B., Contesse, V. A., & Gallingane, C. (2023). Phonics 101: Preparing teachers to provide effective intervention in word reading skills. Intervention in School and Clinic, 59(1), 9-19. https://doi.org/10.1177/10534512221130065

AUTORES

Célia Oliveira

NA

Soraia Araújo

saber mais

Soraia Araújo é doutoranda em Psicologia Aplicada, na Escola de Psicologia da Universidade do Minho. Licenciou-se em Psicologia, em 2018, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, e concluiu o Mestrado em Psicologia Aplicada, em 2020, na Universidade do Minho.

Integra o Grupo de Investigação em Problemas de Aprendizagem e de Comportamento, do Centro de Investigação em Psicologia da Universidade do Minho, desde 2019, aquando da realização da sua dissertação de mestrado, intitulada “Formação Contínua de Professores: Necessidades, Participação e Barreiras”. No mesmo grupo de investigação, encontra-se a desenvolver a sua tese de doutoramento sobre as dificuldades de aprendizagem inicial da leitura. Integra, ainda, o Programa AaZ – Ler Melhor, Saber Mais, onde colabora, essencialmente, na escrita de textos de apoio sobre o ensino da leitura, dirigidos a professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico.

Os seus interesses de investigação centram-se na área da Psicologia e da Educação. Especificamente, ensino da leitura e escrita, dificuldades de aprendizagem, perturbações do neurodesenvolvimento, métodos de ensino e formação de professores.

Receba as nossas novidades e alertas

Acompanhe todas as novidades.
Subscrever