pt en
Newsletter
João Marôco

João Marôco (Ph.D., Washington State University) é professor catedrático no ISPA-IU onde leciona disciplinas de Análise Estatística, Métodos de Investigação e Técnicas Avançadas de Análise de Dados; e Professor II na Nord University, Noruega onde desenvolve trabalho de investigação em Burnout e Envolvimento Académico no Ensino Superior.  É consultor do Banco Mundial e da Iniciativa Educação Teresa e Alexandre Soares dos Santos em Estatísticas da Educação. Entre 2014 e 2018 foi vogal do conselho diretivo do IAVE, I.P. onde coordenou os estudos de avaliação por amostragem em larga escala (PISA, TIMSS, PIRLS, ICILS) e o projeto piloto de e-Assessment. Os seus interesses de investigação incluem a avaliação e desenvolvimento de escalas psicométricas, aplicações de regressão, modelação de equações estruturais, avaliação e amostragem em larga escala e classificação nas ciências biológicas, da saúde, sociais e humanas. Atualmente, publicou 450 artigos em revistas nacionais e internacionais com arbitragem científica e quatro livros sobre Análise Estatística, Análise de Equações Estruturais e Avaliação Psicométrica. De acordo com o Google Scholar, o seu trabalho académico foi citado mais de 43 000 vezes (H = 73; i10 = 280). Segundo o AD Scientific Index pertence ao Top 2% dos académicos mais citados em Portugal e do Mundo. Faz parte ainda do top 2% de cientistas mundiais no Ranking da Universidade de Stanford.

saber mais
Conectados ou desconectados? O impacto dos dispositivos digitais no desempenho académico e bem-estar dos estudantes
Ciência 14.06.2024 Tempo de leitura: 7 min

Conectados ou desconectados? O impacto dos dispositivos digitais no desempenho académico e bem-estar dos estudantes

Os ambientes digitais são omnipresentes na vida das crianças e jovens de hoje. Podem melhorar a aprendizagem e expandir as interações sociais e a comunicação, mas também expõem os jovens a riscos preocupantes, como o ciberbullying e a menor possibilidade de interação física. Um relatório da OCDE apresenta novos dados sobre um tema que é motivo de crescente preocupação.


relacionados
Confinamento COVID-19: O vilão das perdas de aprendizagem dos alunos?
Estatísticas 09.02.2024 Tempo de leitura: 10 min

Confinamento COVID-19: O vilão das perdas de aprendizagem dos alunos?

As perdas de aprendizagem dos alunos, evidentes nos resultados do PISA 2022, são frequentemente atribuídas à pandemia de Covid-19 e ao consequente encerramento das escolas, nesse período. Será mesmo assim? Ou existem outros fatores, pré e pós-pandemia, que ajudam a explicar o desempenho negativo dos alunos do ensino básico e secundário, nos últimos anos?


relacionados
PISA 2022: o retrocesso anunciado
Estatísticas 08.12.2023 Tempo de leitura: 11 min

PISA 2022: o retrocesso anunciado

Em dezembro, de três em três anos, são publicados os resultados do maior e mais influente teste internacional de avaliação de alunos: o PISA. A evidência acumulada fazia prever que o encerramento das escolas ia condicionar o desempenho dos alunos no PISA, como o fizemos aqui, antes de serem conhecidos os resultados do PISA 2022. Mas, em Portugal, o encerramento das escolas não é suficiente para explicar o retrocesso, de cerca de 15 anos, dos alunos no desempenho do PISA.


relacionados
O que esperar do PISA 2022?
Estatísticas 01.12.2023 Tempo de leitura: 7 min

O que esperar do PISA 2022?

A 5 de dezembro, serão revelados os resultados do teste PISA 2022. O que podemos antecipar acerca do desempenho de Portugal no mais importante indicador educacional global? A evolução recente no PISA, o contexto da pandemia e as alterações na política educativa sugerem um prognóstico pouco otimista!


relacionados
PIRLS 2021: como leem os alunos do 4.º ano de escolaridade?
Estatísticas 19.05.2023 Tempo de leitura: 8 min

PIRLS 2021: como leem os alunos do 4.º ano de escolaridade?

Por encerrar o 1.º ciclo do ensino básico, o 4.º ano é um importante momento de transição no desenvolvimento dos alunos como leitores: se até ao 4.º ano aprendem a ler, a partir daqui devem ser capazes de ler para aprender. Com a divulgação dos resultados do importante estudo PIRLS 2021, podemos descobrir como evoluiu o desempenho da leitura destes alunos.


relacionados
TIMSS 2019: Os resultados nacionais do 4.º ano
Estatísticas 08.12.2020 Tempo de leitura: 7 min

TIMSS 2019: Os resultados nacionais do 4.º ano

Os resultados dos alunos em estudos internacionais permitem compreender o efeito das práticas e políticas educativas dos países fornecendo uma base para promover a sua discussão. Neste artigo, os autores apresentam os resultados dos alunos do 4.º ano de escolaridade a Matemática e a Ciências no TIMSS e o seu enquadramento na política educativa em vigor.


relacionados
Alunos portugueses em sétimo lugar na avaliação do PISA sobre literacia financeira
Estatísticas 01.06.2020 Tempo de leitura: 9 min

Alunos portugueses em sétimo lugar na avaliação do PISA sobre literacia financeira

Em maio de 2020, num contexto dominado pela pandemia do COVID-19, foram publicados os resultados da avaliação em literacia financeira do PISA 2018. Na sua primeira participação, os alunos portugueses de 15 anos igualaram a média da OCDE. Estarão os nossos jovens preparados para lidar com uma nova crise financeira?


relacionados
Estarão os alunos Portugueses preparados para estudar, trabalhar e viver num mundo digital?
Ciência 05.11.2019 Tempo de leitura: 11 min

Estarão os alunos Portugueses preparados para estudar, trabalhar e viver num mundo digital?

Na semana em que se realiza a Web Summit 2019, em Lisboa, são tornados públicos os resultados do ICILS 2018: o primeiro estudo por amostragem de larga escala realizado em Portugal com o objetivo de avaliar a literacia digital dos alunos a frequentar o 8.º ano de escolaridade.

Primeiras lições do PISA: dois países a seguir e Portugal no mundo
Estatísticas 03.11.2019 Tempo de leitura: 13 min

Primeiras lições do PISA: dois países a seguir e Portugal no mundo

Os resultados do PISA 2018 vieram confirmar a supremacia dos países asiáticos no topo da tabela (ainda que a China só participe com as quatro regiões mais desenvolvidas) e a queda da Finlândia como país modelo. A Estónia é a grande estrela e Portugal estagnou nos resultados razoáveis que tinha já obtido. Estas são as principais conclusões do maior estudo comparativo de sistemas de educação, em todo o mundo, reveladas no início de dezembro.


relacionados
PISA 2018: Portugal é ainda a maior história de sucesso na Europa?
Estatísticas 02.11.2019 Tempo de leitura: 13 min

PISA 2018: Portugal é ainda a maior história de sucesso na Europa?

A cada três anos, no início de dezembro, são publicados os resultados do PISA, o maior teste educacional do mundo que avalia, comparativamente, o desempenho dos sistemas educativos dos países que participam no teste. Conheça os resultados portugueses no teste de 2018.


relacionados

Receba as nossas novidades e alertas

Acompanhe todas as novidades.
Subscrever