pt en
Newsletter
Abandono escolar precoce aumenta para 8%
Estatísticas 16.02.2024 Tempo de leitura: 2 min

Abandono escolar precoce aumenta para 8%

Em 2023, a taxa de abandono escolar em Portugal aumentou de 6,5% para 8%, quebrando a tendência gradual de diminuição que se registava desde 2017.


relacionados
Enfrentar a ansiedade matemática
Ciência 02.02.2024 Tempo de leitura: 3 min

Enfrentar a ansiedade matemática

A ansiedade matemática é um fenómeno real, com potencial para afetar o desempenho dos alunos e o seu futuro académico e profissional. Um novo relatório do psicólogo David C. Geary, publicado pelo Centre for Independent Studies, ajuda-nos a perceber que a aposta no conhecimento e nas capacidades matemáticas pode ser a melhor solução.


relacionados
Ler em papel ainda mantém a dianteira
Ciência 03.11.2023 Tempo de leitura: 3 min

Ler em papel ainda mantém a dianteira

O debate sobre se o suporte pode afetar a compreensão na leitura continua. Estudos anteriores mostraram haver uma «superioridade do papel». Porém, a maioria dos estudos analisados usou computadores como dispositivos de leitura. Será que os resultados seriam diferentes se se tivessem utilizado tablets e outros aparelhos móveis? Foi o que quis saber uma investigação recém-publicada que descobriu haver uma diferença pequena, mas significativa, na compreensão da leitura em tais suportes, sendo que a leitura em papel ainda mantém a dianteira.


relacionados
Aprender não requer talento
Ciência 27.10.2023 Tempo de leitura: 2 min

Aprender não requer talento

Há alunos que aprendem melhor e mais rápido, simplesmente porque têm «queda» para certas disciplinas. Será mesmo assim? Um grupo de investigadores americanos desafiou esta ideia e deparou-se com resultados surpreendentes.


relacionados
Que efeito têm as salas de aula em plano aberto no desenvolvimento da leitura no ensino básico?
Ciência 28.09.2023 Tempo de leitura: 3 min

Que efeito têm as salas de aula em plano aberto no desenvolvimento da leitura no ensino básico?

Um estudo longitudinal recém-publicado revela que as salas de aula em plano aberto atrasam o desenvolvimento da leitura em alunos dos 7 aos 10 anos.


relacionados
Alunos de professores exigentes aprendem mais
Ciência 20.07.2023 Tempo de leitura: 2 min

Alunos de professores exigentes aprendem mais

Um estudo recente indica que os alunos de professores exigentes obtêm maior sucesso a longo prazo. Este foi o resultado a que chegou uma equipa de investigadores de universidades americanas após comparar milhares de alunos e respetivos professores de Matemática ao longo de um período de dez anos.


relacionados
E se a perceção de capacidade do aluno fosse central na motivação e no rendimento escolares?
Ciência 13.07.2023 Tempo de leitura: 2 min

E se a perceção de capacidade do aluno fosse central na motivação e no rendimento escolares?

Tem-se associado a perceção de competência positiva a maior motivação e melhor rendimento escolar, mas a dinâmica destas relações não é consensual. Um estudo longitudinal recente sugere que a perceção de competência é de facto essencial, prevendo a motivação e o rendimento académicos nos anos seguintes.


relacionados
Como melhorar a resolução de problemas matemáticos avançados?
Ciência 06.07.2023 Tempo de leitura: 3 min

Como melhorar a resolução de problemas matemáticos avançados?

Conforme os problemas matemáticos se tornam mais complexos, que papel têm a fluência matemática e o funcionamento cognitivo executivo na capacidade dos alunos do 4.º ano de escolaridade para resolver esses problemas? Foi esta a pergunta-chave de um estudo longitudinal recente. Afinal, durante esse processo, além do conhecimento específico da disciplina, há outros processos que contribuem para o êxito do aluno. E, se há resultados que vão ao encontro dos de estudos anteriores, outros são inesperados.


relacionados
Como combater os neuromitos em educação
Ciência 30.05.2023 Tempo de leitura: 3 min

Como combater os neuromitos em educação

Em educação, há informações que tomamos por verdadeiras porque as ouvimos repetidamente ou porque nos parecem de senso comum. E se a ciência desmentisse tais informações ou se não houvesse evidências científicas que as comprovassem? É importante desconstruir alguns destes mitos e valorizar a combinação das neurociências, psicologia e educação para melhorar a qualidade do ensino. É esta a ideia central do livro «Mente, Cérebro e Educação», da psicóloga Joana Rato, que aqui resumimos.


relacionados
E se a ansiedade sentida durante um exame não determinasse um mau resultado?
Ciência 01.02.2023 Tempo de leitura: 2 min

E se a ansiedade sentida durante um exame não determinasse um mau resultado?

Sabia que um em cada três alunos sofre de ansiedade associada aos testes, também conhecida por ansiedade de realização escolar? Culpa-se muitas vezes a ansiedade pelos maus resultados de alunos com esta condição, mas a relação exata entre a ansiedade sentida nos exames e o sucesso académico ainda não é evidente. Um estudo recém-publicado explora a relação entre a ansiedade e o desempenho dos alunos, além do seu papel no estudo. Destaca-se uma conclusão: quanto maior for a ansiedade sentida durante o período de preparação, menor será o conhecimento adquirido e piores os resultados.


relacionados
Será a dita educação centrada no aluno melhor? Um novo estudo tem dúvidas
Ciência 25.01.2023 Tempo de leitura: 2 min

Será a dita educação centrada no aluno melhor? Um novo estudo tem dúvidas

Uma nova investigação indica haver poucos dados objetivos que provem a eficácia da educação dita centrada no aluno. Esta pesquisa incluiu uma revisão sistemática da literatura especializada que relata os resultados da aplicação desta abordagem pedagógica em países de baixo e médio rendimento. A maioria dos estudos analisados descreve resultados positivos, variando de experiências de sala de aula e perceções a resultados académicos e psicoemocionais e relações humanas. Poucos estudos, porém, apresentam dados concretos para provar ou refutar o valor desta abordagem.


relacionados
A falta de competências básicas dos jovens custa 718 biliões de dólares ao PIB mundial
Ciência 24.11.2022 Tempo de leitura: 5 min

A falta de competências básicas dos jovens custa 718 biliões de dólares ao PIB mundial

Um estudo recente demonstra que nada é mais importante no crescimento económico — sobretudo a longo prazo — do que uma educação equitativa e de qualidade. Com base em testes de desempenho internacionais, os investigadores começaram por estimar a proporção de jovens que não atingem um nível básico de competências: são dois terços em todo o mundo. A análise económica feita sugere que conseguir esse objetivo adicionaria 718 biliões de dólares ao produto interno bruto (PIB) do mundo.


relacionados

Receba as nossas novidades e alertas

Acompanhe todas as novidades.
Subscrever